Extensão da Plataforma Continental

Extensão da Plataforma Continental

Extensão da Plataforma Continental : Portugal em via de se tornar um dos maiores países da UE

Oito anos depois da entrega da candidatura nas Nações Unidas, Portugal começa hoje a defesa da proposta de extensão da plataforma continental para além das 200 milhas marítimas que constituem a Zona Económica Exclusiva (ZEE) do país. Se as pretensões nacionais forem atendidas, Portugal poderá dobrar a extensão do seu território marítimo, dos atuais dois milhões para quase quatro milhões (3,8) de quilómetros quadrados. Para se ter uma ideia, esta área equivale a praticamente a todo o território terrestre da União europeia

A discussão nas Nações Unidas da extensão da plataforma continental portuguesa começa esta segunda-feira, dia 14, à porta fechada e com caráter essencialmente técnico, com a comitiva portuguesa a tentar fazer valer argumentos “eminentemente científicos”.

O setor do mar, representa mais de quatro mil milhões de euros em receitas, sejam elas do turismo, pesca, transportes marítimos, ou portos, e emprega mais de 160 mil pessoas, é um motor da economia nacional”. A Economia do Mar pode aumentar o PIB entre 3% e 4% até 2020

O projeto de extensão da plataforma continental portuguesa é coordenado desde 2005 pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC), e o processo junto das Nações Unidas teve início em 2009.

A expectativa é a de que o processo de análise até à decisão se possa estender por dois ou três anos.